HUMANITAS | Faculdade de CiÊncias MÉdicas de S√£o Jos√© dos Campos - FCM/SJC

ensino

Informa√ß√Ķes Acad√™micas

Informa√ß√Ķes Acad√™micas


Matrícula


a) Matrícula Inicial: 
Ato formal de vinculação à Faculdade. Somente será deferida com a apresentação de todos os documentos exigidos no Edital do Processo Seletivo.

 

b) Renovação de Matrícula: 
Para manter o v√≠nculo com o curso e a Faculdade, o estudante (ou Procurador portando Procura√ß√£o registrada em cart√≥rio) deve renovar sua matr√≠cula todos os semestres, de acordo com as datas estipuladas no¬†Calend√°rio Acad√™mico. A n√£o renova√ß√£o da matr√≠cula implica em abandono de curso. Para retornar √† Faculdade, √© necess√°rio que o estudante fa√ßa novo processo seletivo na Institui√ß√£o. As renova√ß√Ķes n√£o formalizadas, no prazo estipulado no Calend√°rio Acad√™mico, d√£o direito √† Institui√ß√£o de disponibilizar a vaga do referido estudante.

 

c) Trancamento de matrícula: 
O estudante pode solicitar à Faculdade o trancamento de matrícula, através de requerimento próprio assinado pelo estudante ou através de procuração específica registrada em cartório. Esse trancamento poderá ser de até 01 (um) período letivo, podendo ser estendido a mais 01 (um) período, desde que compareça à Instituição e formalize seu pedido na SAR. Essa solicitação deverá ser requerida no prazo estipulado no Calendário Acadêmico.

 

d) Cancelamento:
√Č o ato de desligamento da Faculdade. A matr√≠cula poder√° ser cancelada nas seguintes situa√ß√Ķes:
‚Äʬ†a pedido do interessado, atrav√©s de requerimento pr√≥prio assinado pelo estudante ou atrav√©s de procura√ß√£o espec√≠fica registrada em Cart√≥rio;
‚Äʬ†por aplica√ß√£o de pena disciplinar;
‚Äʬ†por ter ultrapassado o prazo m√°ximo de integraliza√ß√£o do curso;
‚Äʬ†por falta de entrega dos documentos necess√°rios para matr√≠cula.

 


 

Segunda Chamada de Provas
Poder√° ser concedida uma¬†segunda oportunidade¬†ao estudante que deixar de comparecer √†sverifica√ß√Ķes de aproveitamento¬†na data fixada. Essa segunda chamada dever√° ser requerida na Central de Informa√ß√Ķes, mediante o pagamento de uma taxa e no prazo de 72 horas ap√≥s a data de realiza√ß√£o da prova. A data da segunda chamada est√° prevista em¬†Calend√°rio Acad√™mico.

 


 

Regime Especial de Estudos
O estudante enfermo, impedido de comparecer √†s aulas, poder√° requerer Regime Especial de Estudos, sob a forma de exerc√≠cios domiciliares, desde que encaminhe Atestado M√©dico √† SAR no prazo de 5 dias √ļteis a contar do in√≠cio do afastamento. Para obter o deferimento, o afastamento dever√° ser superior ao per√≠odo de 10 (dez) dias e n√£o ultrapassar 30 (trinta) dias. Para fazer jus ao benef√≠cio, o discente dever√° realizar as tarefas domiciliares que ser√£o determinadas pelos professores das disciplinas em que se encontra matriculado. As tarefas estar√£o dispon√≠veis na SAR e dever√£o ser cumpridas no prazo determinado pelo professor.


Obs.: N√£o ser√° aceito requerimento fora do prazo.

 


 

Regime Especial de Estudos para Gestantes 
Atendimento especial para alunas que estão no final da gestação e no pós-parto. O requerimento deverá ser protocolado na SAR a partir do oitavo mês, devendo ser anexado o atestado médico, indicando a data do nascimento.

 


 

Dependências
O aluno reprovado por n√£o ter alcan√ßado as condi√ß√Ķes m√≠nimas de freq√ľ√™ncia de 75%, ou de notas exigidas, repetir√° a disciplina e estar√° sujeito, na depend√™ncia, √†s mesmas exig√™ncias de freq√ľ√™ncia e aproveitamento. As aulas das depend√™ncias poder√£o ser ministradas em:
1. hor√°rios especiais;
2. na turma regular (desde que não haja coincidência de disciplinas do período);
3. no horário normal das aulas, optando por trancar o período e cursar as dependências antes de dar prosseguimento à periodização regular de seu curso.

 


 

Estágio Supervisionado 
√Č uma das¬†condi√ß√Ķes obrigat√≥rias para a integraliza√ß√£o dos cursos. As atividades de Est√°gio s√£o regulamentadas para cada curso e s√£o supervisionadas pelos Coordenadores de Est√°gio. As informa√ß√Ķes detalhadas s√£o fornecidas pelo Coordenador do curso referente.

 


 

Colação de Grau e Expedição de Diploma 
A¬†Cola√ß√£o de Grau¬†√© o ato p√ļblico, formal, pelo qual o¬†Diretor Geral confere o t√≠tulo de graduado¬†ao estudante que concluiu integralmente o curr√≠culo pleno de seu curso. Para participar da Cola√ß√£o de Grau, o aluno dever√° ter cursado a carga hor√°ria integral prevista no Projeto Pedag√≥gico de Curso (PPC), ou seja, disciplinas obrigat√≥rias e optativas, Programa Integrador e Atividades Complementares.

 

Após a Colação de Grau, o formando deverá requerer na SAR a expedição e o registro do respectivo diploma. A expedição é realizada pela própria Faculdade, que encaminhará o processo de registro à Universidade Federal de Juiz de Fora.

 


 

Formatura
Os representantes de turma ou das comiss√Ķes de formatura dever√£o agendar hor√°rio com aComiss√£o de Cola√ß√£o de Grau da Faculdade, atrav√©s do telefone 2101-5054, para tomar conhecimento das¬†normas para a solenidade, como:

 

a) Convites
Os estudantes dever√£o solicitar a lista de nomes dos representantes da Dire√ß√£o que dever√£o necessariamente constar nos convites e compor a mesa na solenidade. A prova do convite ‚Äďboneca ‚Äď dever√° ser submetida, antes da impress√£o final, √† Comiss√£o de Cola√ß√£o de Graupara verifica√ß√£o dos dados.

 

b) Colação de Grau
As¬†datas¬†das Cola√ß√Ķes de Grau s√£o definidas pela Institui√ß√£o.¬†N√£o poder√£o participar¬†dessa solenidade os estudantes que n√£o tenham conclu√≠do todas as disciplinas, requisitos m√≠nimos e procedimentos obrigat√≥rios.

 

As empresas responsáveis pelos cerimoniais deverão entrar em contato com a Comissão de Formatura da FCM/SJC - Humanitas, para confirmar os dados do cerimonial, inclusive a lista dos alunos formandos.


Avenida Brigadeiro Faria Lima, 811, Putim, São José dos Campos – São Paulo

(12) 2012-6600