a faculdade

Mantenedora

Histórico

Histórico de Implantação e Desenvolvimento da Instituição

O ideal de criação da FCM/SJC - Humanitas têm origem na necessidade de estabelecer no município de São José dos Campos (SP) uma escola de medicina. Conhecida como tecnopolo, São José dos Campos é um município que abriga grandes indústrias no setor aeroespacial, de telecomunicações e automotivo. Situa-se no interior do Estado de São Paulo e pertence à Macrorregião do Vale do Paraíba Paulista e Microrregião de São José dos Campos, localizando-se a leste da capital do Estado, distando desta, cerca de 94 km (IBGE, 2012). Apesar de todos estes atributos não possui até o momento (2016) uma escola de medicina que poderá a partir de sua criação melhorar significativamente as necessidades de saúde da sua população e região.


Por isso, um grupo de profissionais da saúde e professores com vasta experiência acadêmica no ensino superior em saúde se propôs a assumir esta missão com a proposta de criação da Mantenedora São José dos Campos Educacional LTDA e sua respectiva Mantida Faculdade de Ciências Médicas de São José dos Campos - Humanitas.

Primeira capacitação dos docentes da Humanitas em 16 fevereiro de 2013
Coordenada pelo Professor Rinaldo Henriques Aguilar da Silva

 


Para tanto, o grupo, desde 2012 vem investindo em instalações físicas em uma área de 15 mil m² onde estão construídas instalações administrativas, gabinetes e estações de trabalho para professores, sala de professores e de reuniões, salas de aula para pequenos e grandes grupos, sala para videoconferência, auditório, laboratórios de ensino, laboratório de habilidades, laboratórios de tecnologia de informação e comunicação, biblioteca, biotério, diretório acadêmico e área para esporte e lazer, instalados em condições adequadas, atendendo aos aspectos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, acessibilidade plena, conservação e comodidade dos espaços, respeitando as normas de segurança com a devida aprovação do Corpo de Bombeiros, devidamente equipadas para atender aos alunos do curso de Medicina a ser criado. Totalizando um investimento de aproximadamente 11 milhões de reais. Esta infraestrutura física está pronta para acolher os dois primeiros anos do curso de Medicina, com área total construída de 7.069,9 m².


O que baliza esta proposta é a experiência do grupo que em 2002 fundou a Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora (FCMS/JF). Essa é mantida da Sociedade Universitária para o Ensino Médico Assistencial (Suprema) que passou pelos processos de Credenciamento, Recredenciamento Institucional (portaria nº 917 de 12 de julho de 2011) com conceito institucional máximo (conceito 5) conforme relatório dos avaliadores. Cabe ressaltar que a FCMS/JF completou em 2016, quatorze anos de existência, passando pelas avaliações realizadas do ciclo avaliativo 2013 onde os conceitos obtidos foram: Índice Geral de Cursos (IGC) 4 (quatro), ENADE: Enfermagem conceito 4 (contínuo 3.2853), Farmácia conceito 3 (contínuo 2.4995), Fisioterapia conceito 4 (contínuo 3.6902), Medicina conceito 3 (contínuo 2.8252), Odontologia conceito 3 (contínuo 2.4073); CPC Enfermagem conceito 4 (contínuo 3.4410), Farmácia conceito 3 (contínuo 2.8121), Fisioterapia conceito 4 (contínuo 3.6764), Medicina conceito 3 (contínuo 2.9146), o que revela apenas 3 centésimos de proximidade para o conceito 4), Odontologia conceito 3 (contínuo 2.7265).


Ressalta-se também uma grande vivência na gestão hospitalar privada e pública, atrelada ao trabalho desenvolvido no Hospital Monte Sinai (HMS) na cidade de Juiz de Fora. Este, uma das mais tradicionais organizações hospitalares e assistenciais em Minas Gerais, aglutinou experiências no campo da assistência hospitalar e possibilidades de associação com vários outros setores dedicados ao atendimento à saúde.


Na gestão pública, o grupo Suprema administra um hospital filantrópico, o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus desde 2005, que funciona como Hospital de Ensino da FCMS/JF desde 2011 (Portaria MS/MEC nº 1.120/2011) por atender todas as exigências legais da portaria interministerial nº 2.400/2007, tendo sido recertificado em 2013 (Portaria MS/MEC nº 3.159/2013), contando com 19 programas de residência médica, incluindo o de Medicina Geral de Família e Comunidade. Esta experiência prévia em gestão pública proporcionou ampliar as perspectivas da organização social de saúde (OSS) que administra hoje também o Hospital Albert Schweitzer no Rio de Janeiro e mais seis unidades Hospitalares compreendendo aproximadamente 2 mil leitos SUS e seis Unidades de Pronto Atendimento.


Portanto, a implantação da FCM/SJC - Humanitas irá contribuir com as demandas de saúde do município ao estabelecer uma proposta acadêmica orientada pelo desenvolvimento de competências profissionais por meio da utilização de métodos ativos de ensino-aprendizagem. Isso propiciará a formação de médicos mais competentes e comprometidos com o desenvolvimento das ciências médicas, das condições socioeconômicas, tecnológicas e culturais alicerçado em valores éticos e humanos.
Esta escola médica irá também propiciar um fortalecimento da pactuação com o Serviço Único de Saúde (SUS), por meio do Contrato Organizativo da Ação Pública de Ensino-Saúde (COAPES), otimizando a referência e contra referência e o uso da tecnologia leve, leve-dura e dura consolidando a necessária articulação ensino/serviço/comunidade.

 


 

Missão

A FCM/SJC – Humanitas acredita que a educação oportuniza o pleno exercício da cidadania e a transformação da sociedade. Para tanto estabeleceu nesse PDI (2016-2020) a seguinte Missão: oferecer ensino de excelência para formar profissionais competentes e humanistas, comprometidos com as necessidades socioambientais e de saúde da população.


Como parte da missão e para concretizar os propósitos torna-se imperioso que atue com:
- competência, demonstrada pela sua capacidade de formar Médicos aptos ao enfrentamento das novas condições impostas pelos avanços da ciência e da técnica e pelas grandes mudanças verificadas nas relações de trabalho, contribuindo para o avanço do conhecimento;
- pertinência, capaz de permitir a rápida resposta às demandas e às necessidades da sociedade, contribuindo efetivamente para a solução de problemas locais, regionais e nacionais bem como propondo soluções inovadoras;
- equidade, capaz de contribuir decisivamente para a igual distribuição de oportunidades.



Avenida Brigadeiro Faria Lima, 811, Putim, São José dos Campos – São Paulo

(12) 2012-6600